Escrito em por
Ações-do-Portal.

Direitos Animais também é uma luta por Direitos Humanos!

No dia 24 de dezembro, véspera do Natal, ativistas independentes e ativistas da ONG Veddas, Não Mate, Associação Natureza em Forma, Santuário Rancho dos Gnomos, Revolução da Colher com apoio do Portal Veganismo, Vista-se e Veggi & Tal doaram roupas e uma deliciosa macarronada vegana, além de bolos de frutas e outras sobremesas para moradores de rua na Praça da Sé, em São Paulo.

Além do objetivo óbvio de fornecer alimentação gratuita e companheirismo as famílias de rua em uma data de consumo, a proposta do evento é mostrar a sociedade na prática que Direitos Animais também é a defesa dos direitos humanos (visto que também somos animais) e que uma alimentação vegana é muito mais acessível e econômica financeiramente e ambientalmente.

Como forma de mostrar um pouco de como a atividade se desenrolou e o quão positiva foi para todos(as) envolvidos(as) decidimos relatar o caso citando alguns dos relatos das pessoas que participaram e dos próprios moradores de rua que receberam um pouco desse calor humano:

“Eu já tinha feito trabalho de distribuir presentes, mas foi a minha primeira vez em um Natal Solidário com roupas, alimentos, presentes para crianças e ração para os animais dos moradores. Ao voltar, nem teve como conter o choro dentro do metrô e lembrar-se de cada história, de cada abraço, das situações precárias dos doentes na rua. Momentos marcantes: a criança em vez do brinquedo comum pediu um livro para escrever e colorir! Um disse pra mim: nunca tomei tanta água que matasse minha sede! Agradeço a oportunidade de poder ajudar, minha ceia de natal foi cair na cama e dormir, cansada e feliz!” – comentou a médica veterinária Renata Solon.

ativistas-direitos-animais-também-são-ativistas-direitos-humanos

“Hoje eu to muito feliz! Porque vocês estão aqui.”, “Quem fez essa comida? Tá tão gostosa, tão perfeita!”, “Vocês poderiam estar em casa, mas estão fazendo isso pra gente e isso é muito lindo.”, “Hoje quando eu for na igreja, vou rezar por vocês.”, “Isso aqui merece uma música, um poema.”… Essas, entre muitas outras, foram frases que eu ouvi hoje.
Obrigada a todo mundo que fez isso acontecer 🙂 – Marina Beraldi, ativista pelo Veddas.

“Gratidão a todos que tornaram isso possível. Foi apenas um ato, um grão de areia diante de um mar de abandono. Nada impede de olhar para o lado em nosso dia-a-dia, ajudar nossos irmãos (humanos e não humanos), seja levando um cobertor, uma refeição vegana, uma conversa acolhedora, seja não nos alimentando deles, nem patrocinando indústrias, nem aceitando a prisão que o capitalismo deseja que aceitemos e que é tão confortável para alguns muitos e cruel para tantos bilhões de outros. Não fazer, não olhar, não escolher é uma escolha. Está tudo interligado. A luta continua. Você ecoa o que faz.” – Angelica Perez, voluntária da Associação Natureza em Forma.

saiba-como-foi-natal-solidario-vegano-praça-sé-sao-paulo

O designer do Camaleão André Buika (bandana) também esteve presente para ajudar.

“Foi o 24 de dezembro mais bacana e gratificante na qual já vivi. Conversar com os “invisíveis” da cidade, conhecer pessoas realmente incríveis, conhecer histórias, ganhar abraços sinceros, sorrisos honestos e sentir no ar a alegria de alguém por ter sido “lembrado” realmente não tem como explicar” – André Buika, designer CAMALEÃO.

Caso queira visualizar mais relatos, leia mais alguns comentários aqui.

Um pequeno vídeo sobre o início da atividade:

O evento também saiu em um blog da Veja e a matéria de convocação para atividade pode ser visualizada em nosso site.

Para saber mais sobre Veganismo & Direitos Animais, acesse: www.SejaVegan.com.br

Fundador do Portal Veganismo e do Grupo CAMALEÃO.
Comunicólogo, autodidata em História, Filosofia e conhecimentos gerais. Ativista abolicionista pelos Direitos Animais, membro da Sociedade Vegana.

Facebook   

Deixe uma resposta