Escrito em por
Artigos, Artigos sobre Direitos Animais.

O Veganismo é a base moral dos Direitos Animais, o Flexitarianismo é a base do Especismo!

O primeiro trecho do cartoon digital (sem a edição feita abaixo) referente somente a segunda-feira foi criado e postado por esses dias no Facebook numa fan page que buscava apoiar os animais e incentivar o vegetarianismo.

Apesar da boa intenção, tal charge falha ao apoiar uma campanha enganosa que é considerada por muitos uma campanha não-animalista, pois leva os interesses humanos acima dos interesses dos outros animais e não os interesses de ambos de forma horizontal (igualitária) e justa.

Portanto, segundo comentários postados na rede social, a campanha acaba tratando do assunto em questão de forma paliativa como uma dieta alimentar, o que foge da temática do veganismo, que inclui a questão alimentar como um principio ético de direitos animais e não como uma dieta focada na alimentação exclusivamente pensada na saúde e apenas como benefício próprio e visando causar um possível (e suspeito) benefício aos animais ao retirar a carne somente na segunda-feira.

Tal benefício é questionável em vários pontos, visto que ao propagar uma segunda-feira sem carne acabamos por esquecer dos animais que sofrem no consumo de derivados, além de incentivar uma alimentação sem carne somente na segunda-feira, o que serve como um conforto ao fazer que o leitor acredite que ao não comer (apenas) carne e (apenas) na segunda-feira ele estará fazendo sua parte mínima necessária pelos animais, o que qualquer pessoa com conhecimento teórico e prático sobre Direitos Animais sabe que esse mínimo só é alcançado quando nos tornamos veganos ou veganas.

A questão não trata de uma imposição vegana as pessoas que optam por diminuir o consumo de carne e derivados aos poucos, mas se trata de um alerta para os veganos e veganas falarem a verdade (!) sobre a realidade especista dos animais em fazendas de leite e ovos e incentivar a sociedade para o que de fato ajudará os animais e não ficarem acanhados ou com medo de serem inoportunos ao falarem do veganismo.

Essa aversão interna é um resquício de especismo que muitos ainda carregam e que causa um gelo na barriga ao falar “seja vegano”, “seja vegana” as outras pessoas. É necessário a Libertação! Inclusive, nossa das falácias do Flexitarianismo para libertar os animais através do não-consumo de seus corpos e derivados (vegetarianismo) e da abolição do uso deles como um todo (veganismo).

segunda-sem-carne-churrasco-domingo-dieta-alface-vegetarianismo-porta-entrada

Quanto a charge inicial que continha somente a parte da segunda-feira, ela ainda cometeu alguns outros equívocos como colocar um peixe dentro do aquário e também ao considerar que a vaca e a galinha estariam de folga numa segunda-feira que fosse sem carne, tal pensamento errôneo, deve-se ao fato de que muitos ainda acreditam que a galinha e a vaca não sofrem na produção de ovos e leite, e esse pensamento existe devido ao reforço de propagações ovolacto”vegetarianas” que incentivam o não-consumo de carne e “esquecem” (intencionalmente) de tratar do assunto derivados animais, ora por falta de informação (no caso das pessoas novatas no meio), ora por estratégia (no caso daqueles que se beneficiam de uma campanha superficial como a Segunda Sem Carne).

Como todo bom vegano, o designer que editou o quadrinho, comentou que o peixe foi mantido no aquário no fim da mensagem para reforçar a ideia surreal criada por campanhas especistas que atrapalham os animais e o veganismo, como a segunda-feira sem carne, e que infelizmente muitos outros desenhos poderiam ser feitos mostrando os equívocos de tal pensamento, infelizmente, muitos desenhos.

[Obs] * Vegetarianismo é a prática diária e permanente de uma alimentação baseada em vegetais, sem a inclusão de carne ou derivados animais. Veganismo é a prática dessa dieta vegetariana e a tentativa de evitar ao máximo todo e qualquer uso / exploração animal nos demais produtos (vestuário, cosméticos, etc) e serviços (entretenimento, aquários, zoológico, circos, etc).

Fundador do Portal Veganismo e do Grupo CAMALEÃO.
Comunicólogo, autodidata em História, Filosofia e conhecimentos gerais. Ativista abolicionista pelos Direitos Animais, membro da Sociedade Vegana.

Facebook   

Deixe uma resposta