Escrito em por
Ações.

Anima Naturalis questiona consumo de carne

Um grupo de vinte voluntários do Anima Naturalis realizou uma intervenção artística no centro de Barcelona, na Espanha, contra o consumo da carne de animais.

Homens e mulheres seminus e cobertos de sangue falso ficaram em embalagens de esferovite e plástico habitualmente usadas nos supermercados.

anima-naturalis-ong-espanhola-faz-bandeja-de-carne-humana

Os voluntários nas bandejas estavam rotulados como “carne humana” e a etiqueta incluía peso, preço e data de validade – semelhante a precificação da vida feita com a carne dos outros animais.

A cada ano são mortos 60 bilhões de animais para sustentar uma demanda desnecessária de dieta, tornando a vida de seres meros objetos de produção, afirma a organização Anima Naturalis em seu site oficial.

O objetivo da ação era a consciência do público sobre os benefícios de uma dieta livre de carne.

“Queremos a chamar a atenção das autoridades da cidade que prometeram em março participar de iniciativas globais, como a campanha de Paul McCartney ‘Meatless Monday‘, mas não implementaram nada ainda”, diz Aïda Gascón, diretora da Anima Naturalis na Espanha.

Apesar de não ter sido citado pela ONG a ação pode possivelmente, se devidamente orientada pelos voluntários que dialogavam com o público, causar uma reflexão a cerca do Especismo (discriminação que os animais sofrem e que tem seus interesses e direitos negados apenas por pertencerem a outra espécie), pois no que tange à vida e outros direitos básicos os animais-humanos e outros animais possuem o mesmo interesse.

carne-humana-bandeja-anima-naturalis-ong-espanhola-faz-bandeja-de-carne-humana anima-naturalis-ong-espanhola-faz-bandeja-de-carne-humana-bandeja-especismo

Nota do Portal Camaleão: A intervenção artística da Anima Naturalis foi bem elaborada e conseguiu atrair bastante atenção do público e da mídia, no entanto, é lamentável que todo o trabalho feito tanto nos bastidores, quanto no ato em si, mais o dinheiro e tempo utilizado na ação, o espaço na mídia com entrevistas, etc, tenham sido utilizados para passar uma mensagem final limitada de que o problema está apenas no consumo de carne e de que uma mudança desejável é apenas a retirada desse item (carne) em apenas um dia da semana.

Não se faz necessário organizações milionárias para que as pessoas inclinadas a isso pensem em reduzir o consumo de carne. Naturalmente por razões de saúde, meio ambiente ou pelos animais, as pessoas já buscam por si só o pensamento de redução do consumo como uma forma simples e confortável de colaborar com a temática.

O que precisamos é que todo esse recurso e aparato das grandes organizações sejam utilizados para divulgar o Veganismo e ajudar as pessoas a serem veganas. Os animais precisam disso e não menos que isso.

It's only fair to share...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Google+Email this to someone

Deixe uma resposta