Escrito em por
Ações, Taiji.

Dia azul em Taiji!

Segunda-feira, depois de passar uma noite mal dormida em Osaka peguei o primeiro trem sentido Taiji.

A viagem durou 4 horas, teve paisagens lindas durante o caminho, algo que eu não esperava e cada vez que chegava mais perto do meu destino, minha ansiedade ia aumentando.
Chegando na cidade vizinha de Taiji, fui muito bem recebida por duas guardiãs da enseada, elas me levaram para o hotel para fazer o check-in e depois partimos para conhecer a cidade de Taiji.

Estátuas de golfinhos e baleias é o que não falta, aparentemente, eles gostam desses animais, mas realmente os munícipes não sabem o que acontece na enseada, hotel, lojas e restaurantes com nomes de golfinhos e baleias é algo super comum na cidade.

Precisei ir a um posto policial me apresentar, mas foi tudo muito tranquilo em nenhum momento eles foram mal educados.

Depois as cove guardians me levaram para conhecer mais a cidade, não esperava que fosse tão bonita e fiquei lamentando o quanto essas pessoas estão sujando o nome de Taiji com dinheiro cruel da morte e exploração de golfinhos.

Hoje foi um dia “azul”, como eles costumam chamar quando não há matança nem captura, infelizmente presenciei o local onde os golfinhos capturados ficam para serem treinados para serem vendidos e isso me doeu muito, ver esses animais no seu habitat, porém presos me fez pensar a dor que eles estavam sentindo, depois de verem seu familiares, amigos sendo cruelmente assassinados, sendo obrigados a todos os dias ficarem no mesmo local, obrigados a fazer o que os treinadores mandam, para serem escravizados para o resto de suas vidas tudo para “entreter” algumas pessoas que vão à esses locais em busca de divertimento, porém, não sabem o histórico que esses animais possuem até chegarem lá e fazer toda uma encenação imposta.

Mais tarde presenciamos um golfinho sendo transportado para um caminhão, logo depois o levaram para algum lugar que nós não sabemos onde é, mas com certeza para algum parque de algum lugar do mundo e estamos avaliando esta situação para saber onde ele foi transferido.
Pelo primeiro dia que estou aqui, estou chocada com o pouco que vi, quando você vê notícias, vídeos na internet é uma coisa, mas quando você está aqui e vê pessoalmente o que se passa é outra, é uma dor que não dá para explicar, mas que dói muito.

Por isso, eu e muitas pessoas que são cientes do que se passa, pedimos: Não frequentem aquários, por favor!

Esses animais não estão tendo nem um pingo de diversão e apoiar isso é errado, nenhum ser merece ser escravizado de tal forma, nem utilizado para nos entreter, e se você leva seus filhos para um parque, aquário, zoológico, desses deveria pensar em seus conceitos novamente, levando eles para esses lugares você está ensinando à eles valores de imposição, de domínio sobre outros seres, ensinando à eles que nós tiramos os direitos que eles tem de liberdade, pois nós estamos impondo isto para eles e a relação deveria ser outra (seja para um animal-humano ou não-humano), uma relação de paz, não de guerra!

Saiba mais sobre a situação dos golfinhos em Taiji, assista o filme The Cove.

Deixe uma resposta