Escrito em por
Notícias, Vale do Paraíba.

Animais, em especial gatos, estão sendo mortos em um condomínio de classe média, na região do Urbanova em São José dos Campos. A denúncia foi feita pelo jornalista Júlio Ottoboni, que teve em um espaço de um ano e quatro meses 11 animais mortos, segundo ele por envenenamento.

animais-envenenados-são-josé-dos-campos-camaleão

“O que está acontecendo aqui é uma atrocidade, um verdadeiro holocasto de gatos e até cachorros, animais domésticos. Perdi 11 gatos. Eu adoto animais abandonados, doentes, tratamos, castramos, eles usam coleira e ficam apenas próximo de minha casa e mesmo assim, foram envenenados”, disse o jornalista.

Não é a primeira vez que animais estão sendo mortos neste condomínio. Segundo Ottoboni, o caso é ainda mais grave, a matança acontece na cidade inteira.

“Conversei com funcionários da Urbam (Urbanizadora Municipal) que disseram que matam entre gatos e cachorros, quase 40 animais por dia, isso é uma matança, um absurdo e não divulgam isso, as autoridades são omissas com esse crime”, protestou.

Questionado se já procurou ajuda da polícia, Ottoboni confirma. “Já tenho dois boletins de ocorrência, mas infelizmente esse tipo de crime não é prioridade para as autoridades, eles nem ao mesmo tem como saber quando um animal é envenenado, e essa forma covarde, é a mais utilizada pelos matadores”.

Ottoboni alertou também para ameaças que uma protetora de animal sofreu na região do Urbanova.

“Ela é uma senhora, chama-se dona Anercy, sua filha é veterinária, ela cuida de cães e gatos dentro de sua casa, não ficam expostos na rua, mesmo assim em seu condomínio, foi ameaçada de morte e quase foi agredida fisicamente. E não é por falta de informação ou instrução, trata-se de um condomínio de classe média alta, não é por falta de cultura, é falta de caráter mesmo dessas pessoas”, protestou.

Outros moradores do condomínio também reclamaram que tiveram gatos mortos. O síndico do condomínio em que o jornalista mora foi procurado, mas não foi encontrado para falar sobre o assunto.

Fonte: Rádio Piratininga

Deixe uma resposta