Escrito em por
Notícias.

Você ligaria uma máquina para triturar animais vivos?

Em ação realizada em meados de fevereiro, 14 ativistas pelos Direitos Animais foram presos por entrarem em um centro de incubação em Ramot (Israel), libertarem alguns animais e desligarem uma máquina que triturava pintinhos machos vivos.

ativistas-entram-em-incubadora-e-desligam-maquina-que-triturava-pintinhos-vivos-especismo-israel

Ao que parece a ação foi previamente planejada, uma vez que, contou com o apoio da mídia que registrou todo a ação. Os ativistas levaram centenas de pintinhos que estavam em caixotes para outros ativistas que aguardavam, em segurança, do lado de fora para que pudessem transportar os animais para um local seguro. Fotos e vídeos também foram feitos para registrar os bastidores do local.

Em um intervalo curto de tempo, a polícia local foi chamada para deter os ativistas, uma vez que a polícia cumpre a lei, independente do que é certo ou errado.

Tal Gilboa, uma das ativistas e que é muito conhecida em Israel por ter ganho o “Big Brother Israelense”, questionou exatamente essa “incoerência policial” ao confrontar e desafiar um dos policiais a fazer o que era certo.

“Eu quero ver você, como ser humano, independentemente do seu uniforme, policial ou não policial, ligar a fonte de alimentação dessa máquina que tritura pintinhos! Isso é o que eu estou pedindo de você. Você pode fazer isso?”

ativistas-entram-em-incubadora-e-desligam-maquina-que-triturava-pintinhos-vivos-bastidores-hatchery-israel-policial-Kfar-Saba

“Nós desafiamos a ordem existente. Nós não vamos sair voluntariamente. Enquanto estivermos aqui, eles não vão ser desfiados. É isso aí!” – disse a ativista Tal.

 

Vídeo legendado pelo ativista Gary:

[fbvideo link=”https://www.facebook.com/gary.yourofsky/videos/824620014259915″ width=”630″ height=”440″ onlyvideo=”1″]

A ação do grupo ativista foi transmitida no Canal 10 em Israel e foi comentada pelo repórter de TV Nick Kolyohin:

“Hoje eu acompanhei um grupo de bravos ativistas dos Direitos Animais que salvam pintinhos antes que eles sejam abatidos. O centro de incubação tritura esses animais, porque o sexo masculino não possui nenhuma necessidade para a indústria de ovos. Hoje à noite a maioria destes ativistas vai ficar em detenção por suspeita de roubo, violência e roubo, parece ser um longo tempo antes que eles consigam mudar o mundo. Nesse meio tempo, você pode ter um monte de inspiração para mudar a sua crença e ter determinação para trilhar um outro caminho” – repórter ambientalista Nick Kolyohin que acompanhou o ato.

 

Após a resistência feita pela ativista Tal Gilboa de que iria permanecer com seu grupo no local. A polícia começou a retirar os ativistas um a um, que foram arrastados até a porta da Incubadora:

[fbvideo link=”https://www.facebook.com/Alfront/videos/771398512980042/” width=”630″ height=”440 onlyvideo=”1″]

 

Vídeo feito por um dos ativistas presentes mostrando os pintinhos que estavam nos caixotes e as máquinas usadas para trituração:

[fbvideo link=”https://www.facebook.com/Alfront/videos/771429059643654/” width=”630″ height=”440 onlyvideo=”1″]

 

Vídeo mostrando caixotes com milhares de pintinhos vivos:

[fbvideo link=”https://www.facebook.com/Alfront/videos/771897299596830/” width=”630″ height=”440 onlyvideo=”1″]

 

Vídeo gravado pelo repórter Nick mostrando os bastidores desse local especista:

[fbvideo link=”https://www.facebook.com/nickkolyohin/videos/398586796980720/” width=”630″ height=”440 onlyvideo=”1″]

Todos os dias em Israel quase 30 mil frangos acabam dessa maneira. Essa realidade acontece em vários outros países, como o próprio Brasil, uma vez que é uma prática padrão aceita e defendida pela Indústria para redução de custos. Esses pintinhos machos são descartados por não terem os requisitos femininos para botarem ovos, portanto, são tratados como “resíduos de incubatórios” e vendidos para fabricação de nuggets, graxa de sapato, entre outros.

Quando uma empresa não tem dinheiro suficiente ou compradores desses “resíduos” (forma que os pintinhos são vistos e tratados pelo Especismo), os fazendeiros optam por enterrar esses animais vivos para assim não ter custos de maquinário, energia, entre outros, para matar esses animais.

Se você também não ligaria uma máquina dessas, não peça para que outros façam isso por você, não consuma ovos ou produtos de origem animal, torne-se agora mesmo vegano. Saiba mais sobre Veganismo.

ativistas-entram-em-incubadora-e-desligam-maquina-que-triturava-pintinhos-vivos-bastidores-hatchery-israel-ramot-especismo ativistas-entram-em-incubadora-e-desligam-maquina-que-triturava-pintinhos-vivos-bastidores-hatchery-israel ativistas-entram-em-incubadora-e-desligam-maquina-que-triturava-pintinhos-vivos-bastidores-hatchery-israel-ramot

Informações: Nana10 por Nick Kolyohin

Deixe uma resposta