Escrito em por
Notícias.

SeaWorld é constantemente denunciada por confinar animais

Desde o lançamento do documentário “Blackfish” que ajudou no esclarecimento sobre o tratamento questionável de orcas no SeaWorld, as coisas só pioraram para o parque marinho.

Além de enfrentar o declínio em sua frequência e a perda de dinheiro, a crescente reação do público proporcionou à companhia uma nova distinção pouco lisonjeira.

seaworld-eleita-empresa-mais-odiada-dos-estados-unidos-parque-aquatico-orlando-california-sea-world

Em uma pesquisa recente, realizada todos os anos pelo site Consumerist, o SeaWorld foi eleito entre as empresas mais odiadas dos Estados Unidos, segundo informações do site The Dodo (traduzido pela ANDA).

Dos 32 candidatos, para encontrar qual os consumidores acham que é o pior, o SeaWorld foi uma das quatro empresas finais mais odiadas. Como as notícias continuam a se espalhar sobre a série de conseqüências negativas de se manter orcas aprisionadas, o sentimento negativo em relação ao parque só tende a crescer.

No ano passado, um filhote de baleia ficou 30 minutos se debatendo fora d’água, após cair para fora do aquário, além disso, uma das críticas a existência dos aquários é que o animal é privado de sua liberdade natural para se sujeitar a um ambiente controlado e forçado a viver com indivíduos até então desconhecidos. É comum o stress gerado pelo aprisionamento, ocasionar conflito entre os próprios animais.

SeaWorld e outros parques marinhos lucram mantendo orcas e outros animais em cativeiro – apesar de evidências de que o cativeiro não só induz a comportamentos não naturais e destrutivos nas baleias, mas também coloca seus treinadores em perigo.

Deixe uma resposta