Escrito em por
Otimismo.

… e a tendência é dos laticínios serem cada vez menos consumidos

Uma em cada cinco fazendas de exploração leiteira deve fechar as portas este ano no Reino Unido.

De acordo com o Telegraph, houve uma redução de quase 50% na indústria de laticínios no Reino Unido na última década. Na próxima década, alguns analistas afirmam que esse número vai cair mais 50%.

Os custos de produção em fazendas leiteiras são altos e o preço do leite tem caído, de modo que, para muitos agricultores, os seus lucros têm diminuído cada vez mais. Atualmente, existem cerca de 10.500 fazendas de exploração leiteira em toda a Inglaterra, a Escócia e o País de Gales. Há dez anos atrás, havia cerca de 21 mil.

industria-de-laticinios-apresenta-queda-de-50-no-reino-unido-leite-vacas-bezerros-vegetarianismo

“Nenhuma outra indústria continuaria com esta base de rentabilidade. Quando os estoques alimentares diminuem e precisam ser cultivados e substituídos, muitos animais são simplesmente mortos. O planejamento para os próximos dois anos tem que ser feito com antecedência e não há renda para financiar as colheitas. Quando os bancos perderem a fé de que nós seremos capazes de pagá-los de volta, você vai ver um enorme êxodo”, afirmou Nick Adames, proprietário de uma fazenda, à imprensa. Essa situação parece ser uma tendência global, já que a Nova Zelândia também tem enfrentado problema semelhante com os produtores de leite.

Segundo o Telegraph, “quase um terço de todos os fazendeiros que venderam seus negócios no ano passado citaram as dívidas como uma de suas principais razões para sair da indústria, de acordo com dados do grupo imobiliário Savills.”

Alguns fazendeiros já começaram a perceber o terror que os animais experienciam na indústria de carne e produtos lácteos e mudaram seus negócios. Como publicado pela ANDA, os proprietários da antiga produtora de queijo Soledad Goats converteram sua fazenda em um santuário animal e resolveram produzir queijos à base de vegetais.

Com as crueldades da indústria de laticínios e os males do leite para a saúde sendo revelados, além do crescimento de alternativas vegetais ao leite e do número de veganos e veganas, pode ser que em breve vejamos o fim dessa exploração nesses países.

• Você pode saber mais sobre as implicações éticas, ambientais e nutricionais do consumo de leite adquirindo a obra “Galactolatria” da pesquisadora brasileira Sônia T. Felipe.

Nota do Portal: A crueldade contra os animais nas fazendas industriais e familiares são um agravante, pois a utilização dos animais por si só já é um fator repugnante, visto que, vacas, bezerros e outros animais não existem para atenderem as necessidades humanas, não são naturalmente propriedade do ser humano, não são mercadorias e sim indivíduos sencientes, animais que sentem conscientemente e que existem para o seu próprio propósito.

A adoção de uma alimentação verdadeiramente vegetariana (dieta isenta de carnes, laticínios e outros itens de origem animal) é saudável para os seres humanos em qualquer fase da vida e extremamente necessária e urgente de ser adotada por respeito aos direitos animais e ao planeta.

Deixe uma resposta