Escrito em por
Otimismo.

Taiwan não aceita mais consumo de carne de cachorro!

O parlamento de Taiwan aprovou um projeto de lei proibindo o assassinato de cães e gatos para servir de consumo humano.

A lei também proíbe motoristas que usam o carro ou moto para carregar seus animais de estimação em carretas acopladas.

Qualquer cidadão taiwanês que cometa violações enfrentará uma grande multa (de US$ 1.640 até 65 mil euros) ou até mesmo dois a cinco anos de prisão e terá seu nome e fotografias exibidas publicamente.

Em 2001, Taiwan já havia aprovado uma lei proibindo o comércio de carne e peles de animais considerados de estimação, como cães e gatos, no entanto, a nova lei desse ano vem para reforçar a conduta e eliminar as brechas ao proibir também o consumo não-comercial, através da proibição da matança e consequentemente produção desses produtos de origem animal.

A carne de cachorro era consumida regularmente na ilha, mas o animal agora está sendo considerado um membro da família, conforme afirma comunicado da Agência de Notícias de Taiwan.

No ano passado, a Presidenta taiwanês Tsai Ing-Wen adotou três cães explorados como “cão guia” para viver junto com os dois gatos que ela tutela.

Tsai Ing-Wen é a primeira mulher a ocupar a Presidência de Taiwan e é a líder do Partido Democrático Progressita (PDP).

Segundo a BBC, a Lei de Proteção Animal de Taiwan é a primeira do tipo na Ásia e foi criada para melhorar a proteção a esses animais no país.

Nota do Portal Veganismo: A proibição total da venda e agora também do consumo de carne de cães e gatos é um grande passo para a abolição total dessa prática em Taiwan e que certamente irá repercutir pela Ásia. Esperamos que a Coréia do Norte, através da necessária pressão internacional que virá com os Jogos Olímpicos de 2018, seja o próximo país a proibir também essa prática cruel.

Torcemos também para que o povo de Taiwan, bem como os leitores do Portal Veganismo, percebam que não há diferença entre matar um cachorro, um porco ou qualquer outro animal, pois todos eles são seres sencientes (sensíveis e conscientes) e querem viver, independente da justificativa (leia-se desculpa) criada pela espécie humana para criá-los e matá-los (cultura, nutrição, conveniência, prazer do paladar, etc).

• Saiba mais sobre Direitos Animais e Veganismo no site #SejaVegan.

Fundador do Portal Veganismo e do Grupo CAMALEÃO.
Comunicólogo, autodidata em História, Filosofia e conhecimentos gerais. Ativista abolicionista pelos Direitos Animais, membro da Sociedade Vegana.

Facebook   

Deixe uma resposta