Escrito em por
Vale do Paraíba.

Protetora também não consome carne animal

A protetora de animais Aldenice de Araújo e uma das Idealizadoras da ONG Cãopanheiros foi homenageada na Câmara Municipal de Taubaté no final de 2016, ganhando uma menção especial por sua dedicação à causa animal. Confira um trecho da matéria feita pelo Guia Taubaté e uma breve entrevista do Portal Veganismo.

“Há oito anos [Aldenice] mudou-se para área rural para abrigar melhor os animais e hoje têm sob sua custódia em torno de 30 cães, 15 gatos, uma porca e 25 galinhas. Alguns deles foram resgatados de abate, cultos religiosos, descarte e abandono. Esse número de cães e gatos oscila de acordo com os resgates e adoções.

Aldenice agradeceu a homenagem e declarou aceitar em nome dos companheiros que militam na causa. Espero que cada um se sinta homenageado, porque, sozinhos, não fazemos nada. Nossa luta pode não ser respeitada por todos, mas é feita com muito amor e muita dedicação.”

Foto: Divulgação/ CMT.

Aldenice é uma protetora conhecida na cidade e sua garra, amor e luta são motivos de inspiração para muitas pessoas.

Portal Veganismo: Qual seu principal trabalho na causa hoje?
Aldenice: Hoje minha principal função é a adoção de filhotes e adultos e o resgate de animais com casos mais graves, já que não temos mais espaço. Estou sempre trabalhando também com a conscientização das pessoas para a importância dos cuidados como a castração, vacinas, alimentação correta, cuidados veterinários, amor e carinho.

Portal Veganismo: Como é cuidar de tantos animais? Esses animais tem uma boa interação uns com os outros?
Aldenice: Não é fácil cuidar de tantos animais. Isso requer muita dedicação, muita paciência, tempo e dinheiro. É preciso ter muito autocontrole, já que todo dia é uma novidade. Eles interagem, convivem bem entre espécies, até mesmo algumas consideradas predadoras umas das outras, mas todos são informados sobre as necessidades dos demais e da exigência do respeito. Isso mesmo, eu converso com eles, explico toda a realidade e eles me entendem. Cada animal é um indivíduo único e são seres conscientes.

Portal Veganismo: Você não consome carne (de animais), por quê?
Aldenice: Eu não consumo carnes de animais porque não acho normal e correto comer uma outra espécie pelo simples fato de alguns considerá-los “inferiores”. Não como por respeito aos animais! Não como porque não quero fazer parte disso, não quero ser responsável por sofrimento e morte deles.

Portal Veganismo: Quais animais foram resgatados de cultos religiosos? E em quais condições?
Aldenice: Eu resgatei várias galinhas de cultos religiosos. Duas ainda estavam amarradas dentro de um saco “esperando” o momento de serem “utilizadas”. Isso me custou algumas inimizades e até um rompimento familiar, mas não me importei, sei que fiz o certo.

Não se chega a Deus matando e sacrificando qualquer criatura, isso é ignorância. Recentemente um amigo encontrou uma galinha d’angola com o pé amarrado com fita preta, prendendo a circulação e um cadeado. Não sei o significado disso, mas considero abominável.

Fundador do Portal Veganismo e do Grupo CAMALEÃO.
Vegano, Comunicólogo, autodidata em História, Filosofia e conhecimentos gerais. Ativista abolicionista pelos Direitos Animais, membro da Sociedade Vegana.

Facebook   

Deixe uma resposta