Escrito em por
Otimismo.

Carroças são proibidas em Curitiba (PR)

A iniciativa, feita pela prefeitura, acaba com as carroças circulando nas ruas da capital paranaense. A medida teve o apoio de instituições ligadas à defesa dos animais.

Dias após a primeira etapa vitoriosa com a aprovação do projeto de lei na Câmara de Vereadores de Curitiba para proibir o uso de veículos movidos a tração animal, o Prefeito Gustavo Fruet sancionou a lei que elimina carroças na cidade.

curitiba-pr-esta-oficialmente-com-as-carrocas-proibidas-tração-animal-cavalo-de-lata-especismo-direitos-animais

O texto revoga uma lei municipal que autorizava esses cavalos a rodarem nas ruas de Curitiba. Com a nova lei, fica proibida a exploração de animais como equinos, asininos, muares, caprinos e bovinos para carroças.

Pela proposta, ainda são permitidas as atividades em estabelecimentos públicos ou privados como haras, turfe, hipismo, equoterapia, cavalgadas, bem como o uso de animais pelas forças públicas, militares ou civis, que tenham grupamentos com montaria, segundo informações da própria Prefeitura de Curitiba.

 

Qual o problema de usar cavalos em carroças ou outras modalidades?
O problema do uso de cavalos para transporte de carga, se dá no próprio uso do animal, que não é um veículo, mas sim, um indivíduo, um animal senciente, com interesses próprios que não é o de ser tratado como escravo, como propriedade humana. Cavalos utilizados em carroças, na maior parte dos casos, passam o dia todo sem se alimentar corretamente, com bridão em suas bocas machucando suas línguas, além do transtorno de chicotadas e do barulho do trânsito que o atormenta.

Os animais não são recursos para finalidades humanas, eles possuem interesses próprios, eles possuem interesse à liberdade e zelam pelo próprio bem-estar.

 

Nota da Redação: Hipismo, corrida de cavalos, puxadas, cavalgadas, equoterapia, carroças de tração animal, todas essas práticas violam os direitos desses animais, não apenas pelo maus-tratos inerente a elas, mas principalmente por serem ações impostas pela vontade humana de conduzir o corpo dos animais, conforme nossos desejos especistas.

Ainda assim, essa vitória contra as carroças em Curitiba (PR) é algo importante na luta pelos Direitos Animais e esperamos que transforme-se em inspiração para outras cidades também agirem seriamente pela abolição das carroças.

Apoio social aos carroceiros e suas famílias. Justiça para os cavalos!

Deixe uma resposta