Escrito em por
Veganismo, Vídeos.

Série retrata o cotidiano alimentar e a forma como alguns brasileiros vêem e lidam com os alimentos

vegano-participa-de-programa-sobre-alimentacao-na-natgeo

NatGeo é um canal de Tv com cobertura na América Latina e transmissão exclusiva para o Brasil, exibindo os mais diversos programas ligados a Cultura, História, entre outros, sempre alfinetando de temas curiosos e impactantes na sociedade. Seguindo essa linha o cineasta Fernando Meirelles (Cidade de Deus), com o diretor-geral Marcelo Machado (Tropicália) encaram o desafio de tratar de criar uma série de documentários intitulados “A verdade de cada um”, a série aborda questões importantes para a sociedade brasileira contemporânea como drogas, meio-ambiente, consumismo, alimentação, e outros temas confrontados pela visão e opinião da população envolvida no tema e não de especialistas.

Sob a ótica de cinco personagens que tem suas vidas modificadas por conta da alimentação, o programa traçou um panorama da importância e da maneira como enxergamos a comida em nossas vidas.

hadassa-clebia-alexandre-pedro-obesos-mórbidos-veganismo-alimentação-fastfood-churrascaria-cirurgia-estomago

Alexandre e Pedro são irmãos gêmeos e obesos mórbidos. Alexandre busca com a ajuda de uma nutricionista mudar hábitos e encontrar um espaço para cuidar da dieta em sua atribulada agenda. Pedro optou por uma medida mais drástica ao se submeter a uma cirurgia para reduzir a capacidade do estômago. Porém, agora se vê forçado a trocar sua hipercalórica e desregrada dieta por um copo de sopa líquida a cada refeição, sob o risco de morte, caso fuja do regime.

Hadassa também sofre de transtorno alimentar. Com anorexia nervosa desde a adolescência, passar dias em absoluto jejum é natural para a jovem que tem aversão à comida.

Bruno e Clébia encaram suas dietas como filosofia de vida. Bruno é vegano frugívoro se alimenta apenas de frutas e vegetais crus, sem tempero, em busca de uma vida mais saudável e ecologicamente correta.

Clébia se alimenta de forma funcional. Carboidratos, proteínas e suplementos alimentares são rigorosamente ingeridos de maneira a aumentar a massa muscular da professora de educação física, aspirante a fisiculturista.

Ao acompanhar como a alimentação interfere de forma marcante na vida dessas pessoas, percebemos como a escolha do alimento está muito além da necessidade básica de saciar a fome e sim na forma com que cada um lida e interpreta os alimentos.

verdade-cada-um-vegano-bruno-azambuja-frugivorismo-vegano-frutas-barbara-lili-saúde-natgeo

Alguns dados importantes:

• Em 40 anos o numero de jovens obesos no Brasil cresceu a quase 600%

• Em 10 anos atingiremos o mesmo nível de obesos que os Estados Unidos, o país mais obeso do mundo.


Algumas explicações fundamentais a cerca da dieta vegana retratada na série:

Primeiramente, o entrevistado Bruno Azambuja segue uma dieta vegana frugívora, portanto, não devemos confundir a dieta frugívora de Bruno com uma alimentação vegana tradicional, baseada no consumo de todos alimentos de origem vegetal disponíveis, diferente do frugívorismo que é baseado em frutas, verduras, legumes e algumas sementes e castanhas.

Em segundo caso, a mulher vegetariana das rugas citada no episódio provavelmente deve ser a nutricionista e apresentadora de Tv escocesa Gillian McKeith que possui uma dieta vegetariana orgânica e foi comparada a chef de cozinha Nigella Lawson que possui uma alimentação onívora, porém, não podemos definir os benefícios de uma dieta através da aparência externa e padrões estéticos de beleza (afinal, alimentação interfere mais internamente), além do mais, as rugas podem se formar devido a expressões, fatores genéticos e existem até mesmo rugas relacionadas ao ambiente em que a pessoa vive, caso seja um local seco.

Ao final do episódio Alexandre Denofrio defende o uso de uma alimentação regrada, ou seja, “mais do mesmo”, o padrão brasileiro sustentado pelo conservadorismo (ou comodismo) que resulta em informação, mas não instiga as pessoas a tomarem ação, defender uma alimentação onde se deve variar “de tudo um pouco”, incluindo animais e derivados, é a mesma coisa de aniquilar todo tipo de informação médica já estudada em relação a nutrição humana, devemos tratar a alimentação pelo peso que de fato ela tem na realidade da sociedade, seu aspecto nutricional (o que não quer dizer que não seja saborosa) e seu aspecto social, os alimentos tem impactos ambientais, tem fatores socias, econômicos, éticos e por isso, defendemos uma alimentação vegana, pois é mais eficiente em todos esses requesitos, sendo uma alimentação democrática, eficaz, sustentável e barata.

Vitamina B12 é uma das mais “polêmicas” dentro do veganismo, alguns veganos não se preocupam com ela, outros suplementam, mas a questão é que essa vitamina é importante para todos, sua deficiência não é uma particularidade do veganismo como geralmente é retratado, inclusive 40% dos onívoros possuem deficiência dela.

Ferro é mais um grande mito que cerca a dieta, pode ser muito bem encontrado em fontes vegetais através de vegetais verde-escuros, lentilha, soja, melaço da cana, entre outros, a absorção pode ser potencializada se em combinação for usado alimentos que contenham vitamina C.

Zinco alguns vegetarianos ou veganos podem ter problema com zinco, mas isso se dá por uma dieta não feita corretamente e não por um deficiência de uma dieta baseada em vegetais, o zinco pode ser encontrado no feijão, no tofu, grão-de-bico, nas ervilhas, nos frutos secos (como caju, noz, amendoins), sementes de girassol, de chia e flocos de aveia.

Ômega 3 pode ser muito bem encontrada e consumida através da linhaça, chia, couve-flor, nozes, azeite de oliva, couve-de-bruxelas, mas para sabermos mais detalhes a respeito, recomendamos este artigo intitulado “A Importância do Ômega-3 na Dieta Vegetariana” e “B12 e Ômega-3: Importantes na Dieta Vegana” do Dr. George Guimarães, nutricionista especializado em dietas vegetarianas.

Fundador do Portal Veganismo e do Grupo CAMALEÃO.
Comunicólogo, autodidata em História, Filosofia e conhecimentos gerais. Ativista abolicionista pelos Direitos Animais, membro da Sociedade Vegana.

Facebook   

Deixe uma resposta